Guia do Whey protein sem lactose

É intolerante à lactose e não sabe qual suplemento proteico incorporar na sua dieta? Então confira a matéria da Madrugão que explica a melhor opção nesse caso.

Quando se trata do suplemento mais consumido no mundo para o ganho de massa magra, o whey protein, muitas dúvidas ainda pairam no ar. Uma delas é se o whey protein pode ser consumido por quem é intolerante à lactose. Afinal, a proteína do soro do leite contém ou não lactose?

Para responder a essa questão, a Madrugão Suplementos elaborou um guia do whey protein sem lactose para te ajudar a escolher a opção ideal para você. Confira!

Tem lactose no whey protein?

Imagine só: você começa a treinar intensamente, não perde um treino e vem tendo resultados cada vez melhores. Quando seus amigos, parceiros de treino ou o próprio treinador te indica suplementar com o whey protein para maximizar seus resultados. Pesquisa aqui, pesquisa lá e é aí que você descobre que o whey é feito da proteína do soro do leite e surge a dúvida: tem lactose no suplemento proteico?

A verdade é que depende o tipo. Enquanto o whey protein concentrado (WPC) passa por processos simples de filtragem, que preservam a maioria de seus nutrientes, incluindo a lactose; a outra versão, o whey protein isolado (WPI) é o suplemento mais puro da categoria, que é submetido a processos que eliminam a gordura, a lactose e o carboidrato presente no soro.

Portanto, o whey protein concentrado possui lactose e não deve ser consumido por indivíduos com intolerância à lactose. Já o whey protein isolado sem lactose, que é composto basicamente por proteínas, é liberado para ser consumido por intolerantes à lactose.

Lembrando que intolerância à lactose é diferente de alergia à proteína do leite, por essa razão, pessoas diagnosticadas com APLV não devem consumir nenhum dos três tipos de whey protein.

O que é whey protein hidrolisado?

Whey concentrado proibido e whey isolado liberado para intolerantes, ainda resta um: o whey protein hidrolisado. As proteínas desse suplemento são quebradas em pequenas partículas por um processo chamado de hidrólise, resultando em uma proteína “pré-digerida”. Esse processamento mais minucioso possibilita uma absorção ainda mais rápida do whey pelo organismo. No entanto, isso não torna a versão hidrolisada livre de lactose. Antes de adquirir esse tipo de suplemento, é importante verificar na embalagem se ela consta “zero lactose”, “livre de lactose” ou “sem lactose”.

Whey Protein e Intolerância à Lactose

Mesmo que a maioria dos whey’s – isolados e hidrolisados – não contenham lactose, isso pode variar de marca para marca. Por isso, na dúvida, o melhor a ser feito é checar o rótulo do produto para verificar a presença ou não do nutriente.

Quais são as opções de whey protein sem lactose?

Quer se livrar da dúvida e do peso de verificar embalagem por embalagem antes de comprar um suplemento proteico? A melhor saída nesse caso é deixar de lado o tradicional whey protein – extraído do soro do leite de vaca – e apostar nas versões vegetais (ou veganas) do suplemento, que seriam uma espécie de “whey protein sem lactose”. Abaixo, confira as principais proteínas veganas consumidas.

Whey protein vegano

O whey vegano é um suplemento à base de proteínas vegetais, tais como ervilha, arroz, soja e oleaginosas (castanhas, nozes e amêndoas). Esse tipo de whey pode conter proteínas de uma só fonte ou um blend de diversas fontes proteicas. Conheça abaixo os três principais tipos:

  1. Whey de ervilha: A proteína de ervilha começou a ganhar mais espaço no mercado de suplementação, devido aos estudos que apontam os seus benefícios para o ganho de massa magra. Ela é uma das proteínas vegetais preferidas dos veganos, intolerantes à lactose e alérgicos.
  2. Whey de arroz: Apesar de não ser a opção com maior percentual de aminoácidos, a proteína do arroz também é interessante como whey protein sem lactose para ser consumida no pós-treino. Muitas marcas gostam de associar a proteína do arroz com a proteína da ervilha (ou ainda outras combinações) para potencializar seus efeitos.
  3. Whey de soja: Produzido a partir de grãos de soja, a proteína da soja é um dos suplementos proteicos vegetais com maior concentração proteica e valor biológico, além de contar com um excelente perfil de aminoácidos essenciais (contém os 9 essenciais para o corpo).

Carnivor

Esse suplemento possui proteínas isoladas da carne, com alta concentração proteica – em cada dose há cerca de 23g de proteínas -, presença de creatina e BCAA, baixa quantia de carboidratos, 0% gordura e 0% lactose. O carnivor é uma boa alternativa de “whey protein sem lactose” para substituir o whey protein tradicional e garantir bons resultados na hipertrofia muscular.

  • Saiba mais sobre as diferenças entre a proteína da carne e do leite neste outro post.

Agora que você já conheceu opções de whey protein sem lactose, visite a loja online da Madrugão Suplementos para conferir os melhores suplementos da categoria e garanta já o seu! 

Restou alguma dúvida sobre o guia do whey protein sem lactose? Deixe seu comentário abaixo que responderemos em breve. E não se esqueça de compartilhar este post com aquele seu amigo intolerante e que precisa de uma ajuda para descobrir as melhores opções de whey protein sem lactose.

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.