Como desacelerar o metabolismo para ganhar peso?

Você tem o metabolismo rápido e não consegue engordar? Então confira essa matéria para conferir diversas dicas para desacelerá-lo.

Enquanto a maioria das pessoas estão se matriculando na academia, fazendo o uso de suplementos alimentares e focando em dietas restritivas ou reeducação alimentar para acelerar o metabolismo e perder peso, um seleto grupo quer exatamente o contrário: desacelerar o metabolismo para engordar.

Em um primeiro momento pode até parecer simples ganhar peso. Afinal, pela lógica, é só comer muito que o ponteiro da balança já aumenta. Mas, não é bem assim. Para as pessoas que possuem o metabolismo acelerado, a missão de ganhar alguns quilos extras pode ser realmente um desafio. Isso porque a dificuldade para engordar está associada às altas taxas metabólicas, que queimam as calorias ingeridas através da alimentação mais rapidamente do que elas são consumidas.

Se esse é o seu caso, a boa notícia é que existem maneiras de “driblar” o metabolismo acelerado, tomando as rédeas do seu organismo para conquistar o corpo que você sempre desejou. Para te ajudar, a Madrugão Suplementos reuniu algumas dicas de ouro que você poderá incluir no seu dia a dia para alcançar os seus objetivos mais facilmente. Confira!

Metabolismo desacelerado e metabolismo acelerado: entenda cada um

Antes de entendermos como desacelerar o metabolismo para ganhar peso, é importante deixar claro as diferenças entre um metabolismo acelerado e um desacelerado.

O metabolismo é um processo natural do corpo, que transforma as calorias que consumimos dos alimentos em energia. Essa energia nada mais é do que o “combustível” que o organismo usa para o seu funcionamento.

O metabolismo de um indivíduo nunca é igual ao do outro. Em algumas pessoas, ele pode ser acelerado; enquanto em outras, é um pouco mais lento. Essa diferença pode influenciar diretamente na dificuldade que uma pessoa tem para emagrecer ou engordar, e também na facilidade desses eventos.

O metabolismo desacelerado ou lento consiste em taxas metabólicas inferiores à média, que podem ser simplesmente genéticas, da idade ou da dieta, como também podem ser ocasionadas por determinados problemas, como desequilíbrio hormonal, estresse, sedentarismo, diabetes, síndrome de cushing e hipotireoidismo. Essas pessoas possuem mais facilidade para engordar e dificuldade maior para perder peso.

Já o metabolismo rápido é aquele em que a pessoa queima uma quantia muito grande de calorias (geralmente mais do que gasta) e, portanto, acumula menos gordura. Em geral, esses indivíduos são mais magros e tem uma facilidade maior para emagrecer do que ganhar peso.

Uma série de fatores são capazes de desencadear essa condição, por isso é fundamental buscar a orientação de um nutricionista ou nutrólogo para que ele possa verificar.

Como desacelerar o metabolismo para engordar

Os efeitos de um metabolismo acelerado podem ir muito além dos estéticos, afetando a saúde geral do indivíduo quando a situação foge do controle.  A perda de peso repentina ou a carência de nutrientes causada pelo metabolismo rápido, por exemplo, pode resultar em problemas como a fraqueza muscular, anemia, aumento da frequência cardíaca, insônia, cansaço e fadiga.

Assim como perder peso possui um efeito benéfico na qualidade de vida das pessoas e, muitas vezes, aumentam a sua autoestima, o ganho de peso para quem possui dificuldade para engordar também traz as mesmas vantagens.

No entanto, mesmo que desacelerar o metabolismo e ganhar peso seja importante para quem tem um metabolismo acelerado, é preciso ter cuidado e atenção, especialmente com a alimentação, para que não haja nenhum dano à saúde.

O que desacelera o metabolismo?

Uma dica para desacelerar o metabolismo é fazer o contrário do que dita a regra para quem quer acelerar e emagrecer: intervalos curtos entre as refeições. Comer de forma fracionada, a cada duas ou três horas, eleva o gasto energético, tornando a queima de calorias mais rápida.

Por outro lado, ficar períodos maiores (entre 3 a 4 horas) sem comer pode ser vantajoso para quem quer tornar o metabolismo mais lento para engordar, pois isso levará a um estado de fome, além do organismo passar a “entender” que a próxima refeição irá demorar e, por isso, desacelerará o metabolismo, armazenando o máximo de energia e tornando mais devagar a queima de calorias.

Para aumentar o seu peso rapidamente, você deve focar nas principais refeições do seu dia (café da manhã, almoço e jantar), ingerindo mais calorias nelas.

O que comer para engordar?

É até lógico de pensar: para ganhar peso, você precisa comer. Porém, não é qualquer coisa que você deve consumir para alcançar esse objetivo.

Ingerir alimentos como refrigerantes, bolachas recheadas, salgadinhos, frituras e outras comidas gordurosas, até podem te ajudar a ganhar alguns quilos, mas certamente não será um peso saudável.

Tenha sempre na sua despensa e geladeira boas fontes de carboidratos complexos (cereais integrais, grãos, tubérculos, vegetais, etc.), proteínas (carne bovina, carne suína, frango, peixes, ovos), gorduras de boa qualidade (azeite de oliva, óleo de coco, manteiga, etc.) e fontes de nutrientes importantes para o corpo (folhas verde-escuras, legumes, frutas, etc.).

Alimentos calóricos e saudáveis existem. E serão esses que te ajudarão a aumentar a sua ingestão calórica em todas as refeições e darão um bom resultado na balança. Aposte nos seguintes alimentos para engordar:

  • Arroz integral
  • Macarrão e outras massas integrais
  • Pães integrais
  • Ovos
  • Abacate
  • Banana e mamão
  • Leite integral e seus derivados (requeijão, iogurte, etc.)
  • Queijos
  • Manteiga
  • Pasta de amendoim
  • Oleaginosas (castanhas, amêndoas, nozes, amendoim)
  • Batata, mandioca, inhame
  • Beterraba

Quais as soluções para quem tem dificuldade para engordar?

A comida tem papel especial no ganho de peso, mas algumas outras atitudes podem ajudar a agilizar esse processo. Veja a seguir algumas dicas para quem tem dificuldade para engordar.

– Troque os exercícios aeróbicos pelos de força

Exercícios físicos como corrida, natação e pedalada são excelentes tipos de treinamento, mas não são os mais indicados para quem tem o metabolismo acelerado e quer ganhar peso. Os exercícios cardiovasculares (ou aeróbicos), são atividades que queimam muitas calorias e por isso devem ser reduzidos para menos vezes na semana, e por um tempo menor, caso você goste de praticá-los.

Para substituí-los, manter o seu corpo ativo e aumentar o seu ganho de massa muscular, passe a praticar musculação ou outro tipo de exercício de força e de curta duração. Procure realizar treinos focados e intensos, treinando pelo menos 2 a 3 vezes na semana e respeite os dias de descanso para que seus músculos possam se recuperar e se desenvolver corretamente.

Monte um programa de exercícios equilibrado e que trabalhe todos os grupos musculares do corpo (nada de treinar só braços e peitoral e deixar as pernas de lado). Peça a ajuda do seu instrutor da academia para que ele te passe um programa adequado aos seus objetivos e siga as instruções de movimento corretamente para ter resultados cada vez melhores.

– Adicione calorias extras nas suas refeições

Além de inserir mais alimentos calóricos e saudáveis, como os citados em um tópico mais acima, você também deve acrescentar calorias extras no seu prato sempre que possível. Por exemplo, assim que montar a sua refeição, adicione uma colher de sopa de azeite extra virgem por cima da sua comida. Outras dicas é picar algumas castanhas e queijo para adicionar na sua salada ou então algum molho caseiro. Além de lembrar de ter sempre uma boa fonte de carboidrato (pão, macarrão, batata, etc.) em todas as suas refeições.

– Invista nos suplementos hipercalóricos

Os hipercalóricos são suplementos recomendados para atletas de alta performance que possuem um gasto energético muito alto durante o dia e não conseguem repor as calorias somente através da alimentação. Mas, eles também podem ser consumidos por pessoas que querem aumentar o peso e tem dificuldade em ganhar massa muscular.

Esses suplementos são produzidos com um mix de carboidratos (maltodextrina, dextrose, etc.) e proteínas de rápida absorção (whey’s, albumina, caseína, etc.), uma fonte de energia rápida e que evita o acúmulo de gordura.

Outros benefícios dos hipercalóricos são o ganho de força e mais disposição, pois são ricos em vitaminas, minerais e outros nutrientes fonte de energia. Geralmente, também são ricos em creatina (substância que garante energia extra nos treinos) e glutamina, um aminoácido com ação antioxidante.

– Suplemente com Óxido Nítrico

Além do uso de hipercalórico para o ganho de peso, é importante que haja a manutenção da massa magra. Existe uma infinidade de suplementos com essa finalidade, cada um com funções específicas sobre a massa muscular adquirida.

Um dos suplementos mais indicados é o óxido nítrico, ou NO2, que vem ganhando cada vez mais espaço entre os praticantes de musculação. Essa substância, que está presente no organismo, tem sua produção potencializada com o uso de suplementação.

Enquanto o suplemento hipercalórico facilita o ganho de peso, o óxido nítrico cria um crescimento na musculatura. Por conta do aumento da vasodilatação e da circulação de sangue intramuscular estimulados pelo produto, a substância tem a capacidade de causar uma melhora no treino com pesos, aumento da força e, consequentemente, expansão e manutenção da massa magra. Isso somado à prática dos exercícios ajudará no ganho saudável de peso.

Agora que você já conferiu todas as dicas para tornar seu metabolismo mais devagar e ganhar uns quilos extras, inclua elas na sua rotina para colher resultados satisfatórios.

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.